terça-feira, 24 de novembro de 2009


Ela não quer sair de seu casulo interno,
onde se sente protegida de toda a dor.
Mas sabe que chegou a hora.

Espia o mundo lá fora...
os olhos arregalados...

Tenta encontrar um bom motivo para continuar,
Tudo parece tão incerto, tão cinzento...

Respira fundo.
Desistir não faz parte do seu jeito de ser.
Busca coragem e sai pro mundo...


...Ela sabe, que apesar de tudo,
nunca se permitirá desistir!



Ni...

10 comentários:

Marcelo Mayer disse...

e morrera da mesma forma

(Carlos Soares) disse...

Ah, mas ela terá que sair.Não poderá ser lagarta para sempre.Beijos.Parabéns

Vinícius Aguiar disse...

Lindo, como sempre!
Apareça!
www.vinicius-f-aguiar.blogspot.com

Lua disse...

O casulo um dia tem que se desfazer!
E desistir não existe no vocabulário de quem quer realizar sonhos.

beijos :D

Talita Prates disse...

que seja.

também dói ficar dentro do casulo
também dói adiar a saída.

bjo, Ni.

Kakah* disse...

Oláá...
Suas palavras foram simples, mas diretas e belas.
Adoreii..
Lindo!

BJinhuss
Sii cuida!

Antonio disse...

Já fui casulo, preso dentro de mim mesmo;
Já fui lagarta, rastejando pelo chão;
Já fui borboleta, leve e colorida...

Inevitável evolução...

Beijos, NI

Felipe Braga disse...

Fantástico!
Me lembrou uma música do Los Hermanos, chamada Primeiro andar.
Acho que não irá, mesmo, desistir, pois o incerto é completamente sedutor.
Você passa o que há de melhor em cada palavra.

Beijos.

Pétala disse...

Não importa como, temos sempre que procurar um motivo pra continuar. Nao vivemos sem motivos.
Amei seu blog!

Beijos e pétalas.

Gil Façanha disse...

os casulos são por regra, usados por curto período, aquele no qual precisamos nos transformar. Mas nada é mais angustiantemente prazeroso, do que viver. Encarar a vida de frente e não parar jamais. Fácil? Nunca... Apenas necessário. O tempo não espera por nós... e ele também se vai.