sexta-feira, 2 de maio de 2008



Encontro-me perdida em meio à tempestade
de sentimentos que inunda meu peito.

Busco tua presença em cada pequeno detalhe,
e só encontro a dor da saudade.
Ouvir tua voz se torna uma necessidade
premente e indispensável.
Sentir teu olhar acariciando minha pele,
teu sorriso reverberando em cada aposento...

Tudo, tudo me lembra você.

A angustia aperta por dentro,
a respiração se torna difícil em meio aos
soluços involuntários que brotam do peito.

Solidão...

Em meio à dor, tenho ainda mais certeza
que você é meu bem mais precioso,
aquele por quem suspiro a cada minuto,
aquele por quem vivo a espera do retorno.

16 comentários:

Anônimo disse...

Lindooooooooooooooooooo!
Intenso, verdadeiro, doído... vc sabe q consegue me emocionar... mais uma vez isso aconteceu!
Bjnhos!
Pri

Ni ... disse...

Pri...

É a dor transformada em letras...
Obrigada pelo colo, pelo carinho, por estar sempre pertinho. Amo vc...Beijooooo

Cáh Morandi disse...

Linda linda linda Ni!! Adoro....ah, e conheço essa foto.. rs!

Beijos

Ni ... disse...

Obrigada Poetisa...
E a foto diz tudo, não é?! rs

Beijo

Cris... disse...

Moça inspirada! Escrevendo muito, to adorando! Beijo e beijos!

Ni ... disse...

Cris linda... feliz em te ter pertinho sempre...

amo tuuuuu!! Beijoooooooo

Meire disse...

Ni, você é única em suas palavras, simplesmente maravilhosa!!! PARABÉNS!!!Beijos da sua fã!!!

Ni ... disse...

Gatinha...

Bom demais ter tua visita aqui...
Gosto demais de ti menina... Obrigadaaaa!!!

Beijoooo

Suggarlife disse...

A solidão dói Ni, mas, tatua na alma a certeza de que o dom de amar ainda não é pra qualquer um. Quiça essa tua solidão seja uma via de duas mãos...

Ni ... disse...

Não se preocupe Sid, minha solidão acaba no exato momento da chegada do amado... rs

Beijo

Flávia disse...

Ni... cê sabe que eu ando me sentindo assim? Com uma diferença: meu amado não volta. E eu preciso aprender a conviver com essa falta, companheira tão presente.

Muito lindo seu espaço... bem escrito, agradável aos olhos... ao espírito...

obrigada pela visita que me fez - convido vc a voltar mais vezes, será sempre bem vinda por lá. eu volto não perco mais os seus rastros... :))

Beijo, moça.

Júnior Creed disse...

moça, como canta sabiamente Alceu Valença "a solidão é fera, a solidão devora", mas podemos fazer desse encontro uma expansão de nossos pensamentos, se o que nos restar um dia é a solidão que a gente rime com paixão, né? um beijo!

Juliana Caribé disse...

Ainda bem que depois que a dor passa, a gente fica mais forte.

Beijoca.

disse...

Eu sempre te disse que a tristeza é bela. Não disse? Olha isso, que lindo!

Ai, irmã. Me dás gosto. :)

Ni ... disse...

Flávia...
A dor da perda é ruim mesmo... pode ter certeza que voltarei. Beijo...




Júnior...
Ainda bem que a paixão move minha vida... rs
Beijo seu moço...




Juliana...
Sim, só não devemos ficar tão fortes a ponto de achar que podemos caminhar sozinhos...
beijo.





Jô...
É de família... rsrs...
Saudade de ti, Irmã. Beijo...

sel disse...

Oi,adivinhou meus pensamentos..me identifico com seu texto..bjos!