sábado, 13 de fevereiro de 2010


'Em dia de tempestade-interna

Levanto, abro as cortinas

Deixo que o sol entre aquecendo tudo,

Levando embora cada resquício
das lágrimas misturadas com a chuva.


E assim a tranquilidade volta a reinar...!'



Ni...

9 comentários:

Priscila Rôde disse...

Mesmo que demore um pouquinho, ela sempre volta! Que assim seja! :)

Bia disse...

Bom saber que está tranquila mana.
Te amo visse??
Beijo!

Alexandre Fernandes disse...

É bom deixar que a luz entre na sua vida. Como um amanhecer no coração, que liberta nossa alma.

A doçura vive a reinar...

Que lindo Ni.

Beijo.

Felipe Braga disse...

"Abre essa janela. Primavera quer entrar."

Estas minhas tempestades só cessam com gritos. Calados. Coitado do papel em que escrevo! rs

Doce, Ni. Teu texto é confortador.

Beijos.

Marihá disse...

Estava com saudade do seu cantinho. Ni que bom que somos capazes de levantar sempre e sempre.
Beijo querida

Mary* disse...

"Abra a janela agora, deixa que o sol te veja..." ♪

Lindo texto.

Desirèe Parisot disse...

As tempestades sempre vem para que depois dela possamos apreciar os dias de sol com mais sutileza.

Grande beijo.

Anônimo disse...

"E se vc. quiser saber pra onde vou, pra onde tenha sol é pra lá q vou..." E Nivia, esse sol tá dentro, e não fora, basta sabermos abrir a janela do coração, não é? Tudo bem q as vezes a gente é só tempestades, mas o legal de tudo, é sabermos, sempre, não importa como, não importa quando, (re)encontrar o nosso sol interior, aquele de dentro... e, com uma amizade como a tua fica sempre mais fácil reencontrá-lo. Beijo de muita saudade, ando precisando falar com vc, botar os papos em dia. Cris(precisotantoaproveitarvoce.zip.net)

Jaya Magalhães disse...

Às vezes, te lendo, tudo soa tão fácil. E de fato o é, mas a simplicidade se perde.

Um beijo, Ni.