quarta-feira, 21 de outubro de 2009


Em alguns momentos,
o amor parece um jogo de amarelinha,
onde pulamos de número em número
buscando alcançar o céu.

Este céu é o lugar dos sonhos,
onde não existe mais distancia,
nem solidão.

[...]

Enquanto isso não acontece,
Vou jogando dia a dia.

Pulo de um lado para o outro,
me estico para pegar a pedrinha

E sigo em frente...

...Buscando me divertir com a brincadeira!


Ni...

6 comentários:

Felipe Braga disse...

Com paciência, uma pedra de cada vez.
Chegará lá.
Beijos.
Bom sempre passar por aqui.

Bia disse...

Prontinho mana, olha eu aqui! :)
Acho tão lindas as coisas que você escreve...

Amo tu!
Beijão!

Juliano disse...

Gostei dessa sua nova definição do amor.!

Beijoooooo Ni

Marcelo Mayer disse...

espero que vc não erre a pedrinha!

poesia simpática a sua :D

bjs

Sonia Schmorantz disse...

Vale pela brincadeira, porque só chegamos ao céu depois de muito treinar, rsss
beijos

Maryama* disse...

Nossa.
que doce poesia.
Adorei!