quarta-feira, 12 de novembro de 2008


Felicidade e tristeza...

Como é tênue a linha que separa estes sentimentos. Em um momento me sinto transbordando da alegria mais pura que existe, para no momento seguinte ter a impressão de me esvair em lágrimas da dor mais sentida e profunda.

Acontecimentos repentinos que mudam tudo em um piscar de olhos.

Como é difícil trilhar o caminho da vida.
Existem momentos que penso que não deveria me entregar tanto às pessoas, aos sentimentos... Talvez se conseguisse ser mais morna, menos ardente, não sofresse tanto...

Mas sinto que não conseguiria viver sem intensidade, sem paixão, sem me entregar por inteiro.
E mais...
Será que haveria alegria real se não roesse até o osso? Não, melhor aproveitar cada minuto. A dor é mais intensa? Sim, é. Mas a felicidade que transborda o copo faz com que cada lágrima tenha valido a pena. A gargalhada que tira o fôlego e faz a barriga doer, transforma a lágrima de dor em alegria plena...

E tudo volta ao seu lugar...

A roda da vida gira e nos leva novamente ao topo, pra sentir o arzinho delicioso que existe somente quando estamos próximos ao céu.

Ni...

19 comentários:

Dama de Cinzas disse...

Felicidade é um estado de espírito! Ou nascemos com ele, ou ficamos buscando a vida inteira.... Oscilamos mesmo é entre alegria e tristeza, uns mais outros menos.... Beijocas

Anônimo disse...

Obrigado, NI, por me ajudar a entender como estou me sentindo, catando os pedaços que sobraram de mim, tentando me tornar inteiro novamente. Esperando que a roda da vida me leve novamente pra pertinho do céu, se é que vai conseguir.
I want to be around, to pick-up the pieces of what was left of you...
Kisses

Emely disse...

nesse parque de sentimentos, estou na montanha russa!
SUSPIROS!
=)

Leonardo Werneck disse...

Ahhh como entendo desses dois sentimentos. Estou vivendo os dois nesse momento.

Beijo

Tatiana disse...

Ah ternurinha... feliz é quem tem uma amiga como vc por perto...
E que venham os maremotos... a calmaria não tarda....

Vinícius Aguiar disse...

A melhor maneira de encontrar a felicidade real é sempre olhando para dentro de nós mesmos... a partir do momento em que conseguirmos de fato fazer isso, todas as outras coisas acontecem naturalmente... e as tristezas, até elas, sempre trazem um lado bom! Pense nisso!

beijos!

Jaya disse...

Ni,

Ainda bem. Ainda bem que gira, a vida. Igual a "Roda Viva", de Chico.

Bom respirar, por sabê-la assim.

Beijocas.

Marisa Vieira disse...

Grande!!!
É isso, nada melhor que viver o presente, como o próprio nome já diz : é um presente!
Parabéns Lindona!


Marisa Vieira

DayDreamer disse...

Tênue a linha... Soluços que me escapam da boca, lágrimas, pequenas lágrimas que me escorrem pelo rosto. O que os inspira? Dor ou alegria?

Wagner Marques disse...

ah, vou seguir estes rastros...

Wagner Marques disse...

hum rum!

sel disse...

Oiiiii!!!como disse é melhor ser intensa...o que seria de nós se fossemos tdos insensiveis...bjo enorme!!!resurgindo das cinzas...!!

Adriano DiCarvalho disse...

E você conseguiu arrancar algumas curtas lágrimas deste pobre leitor com suas BELAS palavras. Não pense que me deixou triste, tampouco feliz. Apenas, e por algum motivo - talvez a sensibilidade com que escreves, me emocionou profundamente... Foi bom.

ALF disse...

E como sei amiga. Que linha tênue é. Também tenho vivido dias assim, que passo da tristeza para a alegria repentinamente. Ah com certeza é melhor ser intenso. Como cê disse, quando a felicidade transborda, faz com que cada lágrima tenha valido a pena.
;)

Grande beijo NI

Cris... disse...

Sem palavras aqui pra comentar, é como se me ouvisse em vc... Nem sei o que dizer, de verdade, estou exatamente assim, e vc. sabe!

Quanta saudade de vc.

Amo sempre e mais!

Beijos

Maria Fernanda disse...

Se não fosse essa montanha-russa de sentimentos, a vida seria meio monótona.

May Carvalho ჱܓ disse...

Amei o texto!
Eu sou super intensa... vivo cada segundo como o ultimo e eu já perdi o medo do sofrimento que possa vir. Porque ele é incerto, podendo vir ou não. E quando paro e penso sobre os diversos momentos de intensidade que fizeram da minha vida algo interessante e divertido, vejo que no final tudo vale a pena...

Beijos

Meire disse...

O melhor mesmo é viver, sem restrições...assumir as consequências...mas não deixar de viver!!!

Você é maravilhosa...sua forma de expressar sentimentos é espetacular!!! Beijossssss

Bárbara M.P. disse...

Vim deixar um beijo carinhoso, Ni...


Saudadonas de você.

Bárbara