quarta-feira, 5 de março de 2008


Ela se levanta... Trôpega...
Tentando redescobrir o caminho.
Sente dificuldade em visualizá-lo
Pois lágrimas escorrem copiosamente
Banhando sua face
E desaguando na boca
Que se abre formando um grito
Que não ecoa.

Dor intensa percorre seu corpo
Fazendo-a ofegar como se lhe roubassem o ar.
Respire com calma – ela pensa.
1, 2, 3... Calma...
Isso, agora sim!

Ela abre um tremulo sorriso...
Novamente consegue divisar o caminho...

Um comentário:

Cáh Morandi disse...

sempre encantadora...